Clique no problema para ir até o vídeo.


Nesta seção você encontra diversos exercícios resolvidos sobre cinemática escalar da partícula, equação horária de um movimento, trajetória, velocidade, aceleração, estudo gráfico do movimento, movimento de projéteis, movimento circular e cinemática vetorial. Cada problema possui uma breve explicação em vídeo da sua solução.

POSIÇÃO, DESLOCAMENTO E VELOCIDADE MÉDIA

Exemplo 1 - (AFA 2003) Um automóvel faz uma viagem em que, na primeira metade do percurso, é obtida uma velocidade média de 100 km/h. Na segunda metade a velocidade média desenvolvida é de 150 km/h. Pode-se afirmar que a velocidade média, ao longo de todo o percurso, é, em km/h...

Exemplo 2 - (AFA 1999) Um terço de um percurso retilíneo é percorrido por um móvel com velocidade escalar média de 60 km/h e o restante do percurso, com velocidade escalar média de 80 km/h. Então a velocidade média do móvel...

Exemplo 3 - (UFPE 2011.2) Uma partícula é liberada em queda livre a partir do repouso. Calcule o módulo da velocidade média da partícula, em m/s, após ela ter caído por...

Exemplo 4 - (UFPE 2010.2) Uma viagem de automóvel da cidade A para a cidade B, foi realizada em duas etapas. A primeira etapa, que correspondeu a 3⁄4 do percurso total, foi percorrida com velocidade média v1 = 80 km/h. Devido a um acidente, ocorreu um engarrafamento e a etapa complementar, correspondente a 1⁄4 do percurso total, foi realizada com velocidade...

Exemplo 5 - (UFPE 2012) Dois veículos partem simultaneamente do repouso e se movem ao longo da mesma reta, um ao encontro do outro, em sentidos opostos. O veículo A parte com aceleração constante igual a aA = 2,0 m/s2. O veículo B, distando d = 19,2 km do veículo A, parte com aceleração constante igual a aB = 4,0 m/s2. Calcule o intervalo de tempo até o encontro...

NOVO! Exemplo 6 - (ITA 1987) Uma gota d'água cai verticalmente através do ar, de tal forma que sua altura h medida em metros a partir do solo varia com o tempo (em s) de acordo com a equação h = 0,90 - 0,30t - 9,3 x 10-2 e-3,2t. Podemos afirmar que sua velocidade em cm.s-1 obedece à lei...

MOVIMENTO UNIFORME E UNIFORMEMENTE VARIADO

Exemplo 1 - A partícula A se move ao longo da reta y = 30 m com uma velocidade constante de módulo 3,0 m/s, ao longo do eixo x, como mostra a figura. No instante em que a partícula A passa pelo eixo y, a partícula B deixa a origem...

GRÁFICOS DE UM MOVIMENTO

Exemplo 1 - (AFA 2007) O gráfico representa o movimento de subida de um protótipo de foguete em dois estágios lanado a partir do solo. Após ter atingido a altura máxima, pode-se afirmar que o tempo de queda livre…

Exemplo 2 - (AFA 2009) O diagrama abaixo representa as posições de dois corpos A e B em função do tempo. Por este diagrama, afirma-se que o corpo A iniciou o seu movimento, em relação ao corpo B, depois de…

Exemplo 3 - (UFPE 2010.2) Uma partícula executa um movimento uniformemente variado ao longo do eixo x. O gráfico apresenta a posição da partícula em função do tempo. Calcule o módulo da aceleração da partícula, no intervalo...

QUEDA LIVRE E LANÇAMENTO VERTICAL

Exemplo 1 - (AFA 2002) Uma bola abandonada de uma altura H, no vácuo, chega ao solo e atinge, agora, altura, máxima h. A razão entre a velocidade com que a bola chega ao solo e aquela com que ela deixa o solo é...

MOVIMENTO CIRCULAR

Exemplo 1 - (AFA 2009) Uma pessoa, brincando em uma roda-gigante, ao passar pelo ponto mais alto, arremessa uma pequena bola (Figura 1), de forma que esta descreve, em relação ao solo, a trajetória de um lançamento vertical para cima. A velocidade de lançamento da bola na direção vertical tem o mesmo módulo da velocidade escalar (v) da roda-gigante, que executa um movimento circular uniforme. Despreze a resistência do ar, considere a aceleração da gravidade igual a g e...

LANÇAMENTO HORIZONTAL E OBLÍQUO

Exemplo 1 - (EsPCEx 2011) Um lançador de granadas deve ser posicionado a uma distância D da linha vertical que passa por um ponto A. Este ponto está localizado em uma montanha a 300 m de altura em relação à extremidade de saída da granada, conforme o desenho. A velocidade da granada, ao sair do lançador, é de 100 m/s...

Exemplo 2 - (AFA 2009) Uma bola de basquete descreve a trajetória mostrada na figura após ser arremessada por um jovem atleta que tenta bater um recorde de arremesso. A bola é lançada com uma velocidade de 10 m/s e, ao cair na cesta, sua componente horizontal vale 6,0 m/s. Despreze a resistência do ar e considere g = 10 m/s2. Pode-se afirmar que a distância horizontal (x) percorrida pela bola desde o lançamento até cair na cesta, em metros, vale...

Exemplo 3 - (CESGRANRIO) Para bombardear um alvo, um avião em voo horizontal a uma altitude de 2,0 km solta uma bomba quando a sua distância horizontal até o alvo é de 4,0 km. Admite-se que a resistência do ar seja desprezível. Para atingir o mesmo alvo, se o avião voasse com a mesma velocidade, mas agora a uma altitude de apenas...

Exemplo 4 - (AFA 2007) Duas esteiras mantêm movimentos uniformes e sicronizados de forma que bolinhas sucessivamente abandonadas em uma delas atingem ordenadamente recipientes conduzidos pela outra. Cada bolinha atinge o recipiente no instante em que a seguinte é abandonada. Sabe-se que a velocidade da esteira superior é...

Exemplo 5 - (AFA 2013) Uma pequena esfera de massa m é mantida comprimindo uma mola ideal de constante elástica k de tal forma que a sua deformação vale x. Ao ser disparada, essa esfera percorre a superfície horizontal até passar pelo ponto A subindo por um plano inclinado de 45° e, ao final dele, no ponto B, é lançada, atingindo uma altura H e caindo no ponto C, distante 3h do ponto A, conforme figura abaixo...

Exemplo 6 - (CPAEN 2012) Um projétil é lançado contra um anteparo vertical situado a 20 m do ponto de lançamento. Despreze a resistência do ar. Se esse lançamento é feito com uma velocidade inicial de 20 m/s numa direção que faz um ângulo de 60° com a horizontal, a altura aproximada do ponto onde o projétil se choca...

Exemplo 7 - Um disco que gira em um plano horizontal com velocidade angular constante possui um furo a uma distância d do seu eixo de rotação, como mostra a figura. Se uma partícula atravessa o furo com uma velocidade de módulo 25 m/s, cruza o disco e torna a cair no mesmo furo, calcule...

ASSINE O CANAL NO YOUTUBE